Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > Pesquisador da UFPB cria aplicativo para pessoas com deficiência avaliarem rampas

Notícias

Pesquisador da UFPB cria aplicativo para pessoas com deficiência avaliarem rampas

publicado: 08/07/2019 10h38, última modificação: 08/07/2019 10h38

Com o intuito de auxiliar a mobilidade de pessoas com deficiência, o pesquisador da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Ramon Miranda criou um aplicativo para pessoas com deficiência avaliarem a inclinação de rampas não curvas.

Por meio do Demonstrativo de Rampas Acessíveis (DERA), os usuários com deficiência poderão analisar as rampas pelo grau de dificuldade que elas oferecem, classificando a inclinação em pouca, média, muita, máxima e de acessibilidade insuficiente.

Assim, as informações sobre uma determinada rampa serão fornecidas para o aplicativo e a ferramenta vai gerar, se necessário, uma nova inclinação que norteará a construção de uma mais adequada.

 “O aplicativo não beneficiará apenas os cadeirantes.
Este estudo contempla as necessidades das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida”, garante o pesquisador.

Já existe inclinação padrão. Segundo a Norma NBR 9050, de Acessibilidade a Edificações, variam de 5,33% a 8,33%. “Caso a rampa já esteja construída e haja a necessidade de reformá-la, então essas inclinações podem variar entre 8,33% a 12,5%”.

Miranda relata ainda que os testes do aplicativo foram realizados em espaços da UFPB, porque a preocupação inicial era com a mobilidade em repartições públicas. “Agora, a dimensão do estudo alcança instituições públicas e privadas”.

Orientado pelo professor Mariano Castro Neto, o estudo é desenvolvido no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Gestão e Avaliação da Educação Superior (MPPGAV).

Michelly Santos | Ascom/UFPB